• Fernanda

Voltamos a dar as cartas

Se alguém tivesse te contado faz alguns dias que:


  • O mundo pararia

  • A economia mundial tremeria

  • Muitas pessoas se isolariam nas suas casas para deter um vírus muito contagioso

  • Atividades presenciais parariam em colégios, universidades, shopping, parques, museus, lojas, etc...

  • Independentemente de quem você é, onde mora e como você é, o seu estilo de vida se modificaria

  • Muitas pessoas que não se conheciam e também as que já tinham contato anteriormente, se conectariam com mais frequência com o objetivo de se manter vivas e ativas.


Pouco provável faz alguns dias, não é verdade?


É inevitável não fazer um exercício de introspecção nestes dias. Dias que cada vez que você liga a televisão ou olha a internet, é como mais um soco direto no seu ânimo e na sua esperança de dias normais e volta à rotina.


Como vocês já me conhecem, costumo ir além das notícias e nas emoções. Adoro proporcionar distância daquilo que sinto e ter uma nova perspectiva, assim consigo por um momento me distanciar do que me faz mal e aprender com cada situação. Acho que esta parte da inteligência emocional é a nossa grande vantagem como espécie animal. O livre arbítrio de escolher de que lugar psicológico queremos viver todas as situações.


Eu pessoalmente, tento escolher sempre o lado que me contribui mais. O lado que soma mais energia, introspecção, conhecimento pessoal, entre outros.


Para aquelas pessoas que ainda não sabem, vocês têm um poder incrível e é o poder de escolher em qualquer momento se vocês querem ou não seguir sofrendo por algo. Todo sofrimento mantido no tempo é OPCIONAL. Se algo te faz sofrer, sofra, porém não o mantenha no tempo. Se algo te entristece, fique triste. No entanto, não o mantenha no tempo. O golpe da vida não escolhemos, mas o sofrimento mantido no tempo SIM.


Como podemos escolher o lado que mais nos da energia no meio de tanto caos e tristeza?


Acho que você já é consciente de tudo o que está acontecendo no mundo, né? Agora é a sua vez. O que você quer fazer com tudo isso na sua vida?


Existem diferentes escolhas, e na minha perspectiva o que percebo até agora são:


  • Algumas pessoas decidem colocar o seu “grãozinho de areia” obedecendo as normas para se cuidar e cuidar as demais pessoas;

  • Outras não se importam e seguem a sua vida “normalmente”;

  • Outras criam notícias falsas para poder se aproveitar da vulnerabilidade das pessoas;

  • Outras criam mensagens de ânimo para ajudar aos seus contatos a superarem este “monstro psicológico” cada vez mais fortalecido que se chama “medo”;

  • Outras de maneira altruísta oferecem os seus serviços e conhecimentos para entreter as outras pessoas confinadas;

  • Outras espalhando a sua indignação e raiva aos seus contatos. Jogam o seu próprio lixo não importa onde: na internet, por telefone, por mensagens, etc;

  • Outras fazendo vídeos e áudios engraçados para que possamos rir um pouco;

  • Outras médicos, enfermeiros e demais profissões que estão trabalhando sem parar, passando os seus conselhos e também o seu mal estar para que tenhamos consciência do que está acontecendo em seus postos de trabalho e vidas.

Enfim, muitas e muitas maneiras de viver a mesma situação.


Na área da psicologia já foram enviadas algumas mensagens e conselhos para cultivar o nosso bem-estar e ter uma perspectiva mais positiva. A seguir, listo algumas delas e coloco o meu “grãozinho de areia” com coisas que faço e que me ajudam:


  • Cuidado com a sua higiene mental. Evite se bombardear de mensagens e informações sobre o tema atual todo o momento. Olhe o que está acontecendo fora da sua casa porém não todo o dia.

  • Cuidado com a alimentação. Volte ou aprenda a cozinhar alimentos saudáveis para o seu corpo. Agora mais do que nunca, um corpo bem alimentado vai estar fortalecido diante de qualquer doença.

  • Pratique esporte. Estar em casa não significa estar parado. Graças à solidariedade de muitas pessoas, temos aulas online ou vídeos na internet que permitem que nos exercitemos. Corpo, alma e mente necessitam estar equilibrados para nos manter fortes.

  • Medite, ore, reze, eleve a sua energia espiritual ou a sua energia corporal. Independentemente das suas crenças e fé, se elevamos o nosso estado de bem-estar, aumentamos a nossa energia e vibramos alto. O que você gosta de fazer, comer, ouvir e lembrar? O que te dá energia? O que te faz vibrar? Se ajude a se sentir bem, porque assim você contribui com o bem-estar das pessoas que estão a sua volta

  • Tire o pijama. Se vista como você gosta, coloque a colônia ou perfume favorito. Desfrute de estar na sua própria pele.

  • Agradeça por estar aqui. O hábito de agradecer nos ajuda a estar cada dia mais presente e a valorizar o que já temos.

  • Se divirta. Brinque com os seus filhos, pais ou mesmo sozinho. Recupere os jogos, hábitos manuais, etc. E se você não sabe o que fazer, temos muitas dicas na internet.

  • Abra as janelas e deixe o ar limpo entrar. Não sei se você já sabe, mas o planeta está descansando de tanta contaminação. Certamente o ar que entra agora pela sua janela está mais limpo do que há 1 semana atrás.

  • Coloque ordem na sua casa. Limpe-a. Coloque-a da melhor maneira possível. Estar em um ambiente limpo e ocupar a cabeça com atividades motoras, nos ajudam a estar presentes e evitam criar histórias enigmáticas sobre o futuro. A minha querida mãe já me dizia: “o trabalho de casa é infinito”, então estaremos muito ocupados(as) sempre e quando decidimos estar.

  • Procure aqueles amigos e contatos que subam a sua energia. Tente replicar o bem-estar que te produzem essas pessoas e assim poderá contagiar a outras pessoas com a sua alegria, esperança e amor.

  • “Desenhe” o seu futuro. O que você quer fazer depois que passar tudo isso? Se projetar no futuro fazendo o que mais gosta ou tenha vontade de fazer, ajuda a superar e aceitar o momento presente. Tudo o que você cria na sua mente, se manifesta na sua realidade.

  • Cultive o bem-estar no seu corpo e na sua mente, isso ajuda o seu sistema imunitário a se manter saudável e forte.

  • E se não tiver vontade de fazer nada, também adicione isso na sua rotina. O tempo de descanso e o prazer de desfrutar o não ter que fazer nada, é saudável. Não tema o silêncio e a quietude. A mensagem da “nova vida” atual é clara: PAREM TODOS! Escute em todo momento o que você quer fazer. Seja flexível com a sua própria rotina. Seja o seu próprio amigo(a) e terapeuta. Estamos acostumados que outras pessoas marquem o ritmo da nossa vida que agora, pelo menos por um momento, é você quem manda.


Para finalizar este artigo, eu gostaria que você fizesse uma reflexão sobre como tudo isso está impactando a sua vida emocional. Seja sincero consigo e normaliza tudo o que você sente. É normal que você esteja assim.


Você pode ter dias bons e ruins. Não tem nenhum problema.


Você não é aquilo que está sentindo!


Quando você tiver pensamentos “ruins”, deixe-os passar. Não precisa evitá-los. Uma atividade que funciona comigo é fazer pequenos mantras pessoais que me distanciam das emoções que me tiram energia. Como por exemplo:


  • “Quando isso passar, vou reservar um hotel na praia e relaxar alguns dias com a minha família”

  • “Já superamos situações muito complicadas como sociedade e isso será mais uma delas. Vamos sair dessa fortalecidos!”

  • "É uma sorte estar conectados às pessoas queridas, sem estar fisicamente ao lado delas, me expondo e as expondo"


Faz um tempo decidi acreditar que o universo nunca conspira contra nós. Mesmo que no momento de dor seja difícil entender isso, tudo que acontece é útil para a nossa evolução pessoal.


Infelizmente, somente acordamos a nossa consciência na dificuldade. Vejo à minha volta que muitas pessoas estão acordando e tendo uma visão mais global da sua vida, das suas ações e comportamentos. Estão se dando conta que a velocidade da “vida anterior” (antes da pandemia) era enfermiça e SIM, é possível parar, refletir e tomar novas decisões. Aproveite esse momento para expandir o seu conhecimento sobre quem você é e como você quer seguir na sua vida a partir de agora.


Aceite o que você está vivendo e comece a desfrutar de estar em família e no seu próprio lar. Nem todos podem dizer o mesmo. Você é uma pessoa muito sortuda.


Espero de coração que a mensagem de evolução humana que cada pessoa queira captar, seja útil e enriquecedora. Espero que não seja necessário momentos tão duros para que a humanidade dê valor ao que realmente importa: O AMOR.


Se você gostou dessa reflexão, compartilhe com os seus amigos em qualquer rede social e também me envie o seu feedback (clique aqui), vou adorar saber como você se sentiu.

E se você sente que é um bom momento para você investigar um pouco mais sobre esse tema ou outros, entre em contato comigo (clique aqui) para saber mais detalhes de como posso te ajudar.


82 vistas1 comentario